Meu Diário
26/07/2019 12h09
RAFAEL BECK DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Fenômeno nacional das vanguardas da música brasileira, o jovem Rafael Beck, de apenas dezoito anos, reside no município de Atibaia e vêm conquistando o Brasil por seu trabalho ímpar enquanto músico, no domínio da flauta transversal em gêneros como o choro e a música popular brasileira como um todo.

Seu estopim para a música se deu quando, ainda criança, começou a aprender a tocar flauta doce - dentro do próprio ambiente escolar. Em contrapartida, suas habilidades não eram satisfeitas apenas pelo ensino básico do instrumento (incluso na grade curricular), o que o levou a recorrer a seu pai - produtor musical - para continuar estudando.

Beck posteriormente iniciou-se na flauta transversal, já surpreendendo a todos com a facilidade com que se desenvolvia no instrumento; e, mais tarde, aprendeu também a tocar piano para praticar harmonia.

O prodígio atibaiense gravou seu primeiro CD aos sete anos, com músicas de Pixinguinha, Tom Jobim, Dorival Caymmi, dentre outros nomes da música brasileira.

Músico em ascensão no movimento artístico nacional, Rafael subiu ao palco, ainda aos oito anos, para se apresentar ao lado de Dominguinhos, no Festival de Inverno de Atibaia de 2009 e mais tarde, em 2010, ingressou na EMESP (Escola de Música Estadual de São Paulo) Tom Jobim, aprofundando-se no estudo da música erudita.

Desde então, Beck ganha os palcos brasileiros e leva adiante a importância de difundir a cultura musical nacional, eternizando o trabalho de mestres como Altamiro Carrilho, cuja obra já recebeu interpretação do jovem – na flauta – e de seu parceiro na música, Rafael Schimidt – ao violão – em Álbum protagonizado por ambos e lançado exitosamente em 2016.

O jovem atibaiense também já dividiu o palco com artistas renomadíssimos como o músico e compositor Ivan Lins conhecido pelas inúmeras gravações de sua obra no mundo todo.

E certamente não surpreenderá ao leitor saber que Rafael foi reconhecido internacionalmente, ingressando no Conservatorium Van Amsterdam, no qual pode aprofundar seu estudo e técnica no jazz durante três meses em território holandês – fruto do mérito e do talento inegável do jovem, que utiliza do seu talento e habilidade musical (decorrentes também de seu estudo e dedicação diários, é claro) para exaltar a obra riquíssima de músicos brasileiros que trilharam o caminho para que jovens músicos, como ele, pudessem hoje desenvolver-se amplamente versando entre o aprendizado musical e sócio cultural brasileiro – tão presente em gêneros como o choro.

Mais recentemente, em setembro, Rafael Beck foi convidado – ao lado do parceiro Rafael Schimidt – para se apresentar na abertura do Fórum CEO Brasil, Evento que reuniu os cento e cinquenta maiores líderes do setor privado brasileiro para discutir, na Bahia, ações propositivas que corroborem com um futuro mais justo, igualitário e promissor para diferentes representatividades da sociedade brasileira. Com o tema “O Brasil do futuro”, empresários de todos os cantos do país se encontraram para discutir o protagonismo dos executivos na construção de um país mais competitivo.

Com visibilidade internacional, o Evento foi enriquecido pela apresentação de ambos os “Rafas”, que foram aclamados após seu exímio momento que, sem dúvidas, comprovou o ponto a que se propôs o Fórum: o Brasil escreve, a cada dia, o seu futuro, nas mãos de jovens pró ativos, talentosos, frutos da terra e, acima de tudo, dispostos a resgatar as raízes de sua cultura; a entoar as melodias tradicionais e a exaltar o que temos de mais precioso, a cultura brasileira. “Não estou sozinho nesta caminhada, existe um movimento muito forte de choro pelo Brasil. Na música instrumental, por exemplo, é o mais tocado! Os nossos projetos, tendo por exemplo o trabalho que venho desenvolvendo, procuram fortalecer a música brasileira, além de qualquer gênero de expressão musical” – conta Beck, em entrevista exclusiva ao Jornal O Atibaiense.

Apresentou-se também, com o mesmo duo, na vigésima edição do Ipatinga Live Jazz, um circuito de música itinerante que já recebeu na cidade mineira nomes como Elza Soares e João Bosco. Ao final de setembro, os dois músicos estrelaram apresentação no Teatro Usiminas durante o circuito, para aproximadamente trezentos amantes da música que os prestigiaram.

Neste ínterim, Rafael Beck é a materialização do que toda uma geração de músicos projetava para o Brasil: a eternização das expressivas obras que não podem se perder em meio à popularização de outros gêneros e, pior, à banalização do trabalho local. O jovem, portanto, caminha pelo Brasil como o Flautista de Hamelin, o mágico de ancestralidade alemã – bem como o jovem Beck –, que, na literatura dos Grimm, era capaz de encantar e fazer-se ser ouvido por onde passava.

Rafael também encanta por seus caminhos e faz-se ser ouvido não só por seu indiscutível talento, mas pela importância de sua atuação musical. E podem anotar o seu nome, porque esta, certamente, não será a única vez em que ouvirão falar dele.

Duo Rafael Beck e Rafael Schimidt - Ponteio (Edu Lobo/Capinan)

CONTATO PROFISSIONAL

Facebook > https://www.facebook.com/rafael.beck.35

Instagram > https://www.instagram.com/rafa_flauta/

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 26/07/2019 às 12h09
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
26/07/2019 08h30
LECI STRADA DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Leci Strada 71 anos de vida e 50 anos de carreira.

Cantor, instrumentista e compositor, iniciou sua carreira profissional em janeiro de 1968. Nascido em Brumadinho, Minas Gerais sua formação profissional se deu na prática artística, cantando em bandas de bailes e casas noturnas de Belo Horizonte, indo depois para os Estados do Nordeste, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em 1980 gravou seu primeiro disco através do Festival Nacional MPB Show da Rede Globo com a música VOAR COM GAIOLA E TUDO - dele e Serginho Sá lançado pela RGE, foi o primeiro compacto, logo em seguida o primeiro LP, deste LP a música CANTO DE LOUVOR também dele e Serginho Sá virou clip no Fantástico, Seu Moço de sua autoria, tema na novela JERÔNIMO do SBT em 1982.

Com alma cabocla fez a letra de BOBOCA E BOBÃO que Serginho Sá musicou e César e Paulinho eternizou no meio sertanejo. MENINA de sua autoria foi gravada por Sergio Reis e Celma Reis cantou na novela DESPEDIDA DE SOLTEIRO da Rede Globo, DESÁGUA dele e Serginho Sá.

Hoje com dois Compactos, 3 LP’s, 4 CDs e 1 DVD gravados, Leci Strada prepara o projeto VIDA que é a gravação de 1 DVD com 15 músicas inéditas e um documentário ao vivo no Inhotim, o maior centro de arte ao ar livre da América Latina, onde Leci Strada é homenageado em um painel feito pelo artista John Ahearn, de Nova York, em parceria com Rigoberto Torres,de Porto-Rico, em exposição permanente na Galeria da Praça.

Este novo trabalho de Leci Strada VIDA comemora os 71 anos de vida e 50 anos de carreira musical do artista e terá lançamento nacional e latino americano, com três músicas de sua autoria em espanhol.

CONTATO PROFISSIONAL

Site > http://www.lecistrada.com.br

Facebook > https://www.facebook.com/LeciStradaVida/

Instagram > https://www.instagram.com/lecistrada/?hl=pt-br

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 26/07/2019 às 08h30
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
25/07/2019 22h00
DALLTON SANTOS DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

O Guitarrista Dallton Santos lançou hoje 25/07/2019 seu novo videoclipe "ALIENS"com a participação de Felipe Andreoli (Angra) e Alex Curi (Organic Reaction).

DALLTON - HISTÓRICO

Dallton Santos está dentre os guitarristas brasileiros cujo reconhecimento e respeito são notórios, tanto por parte do público quanto dos próprios músicos.

Dallton nasceu em Santo André, estado de São Paulo e desde muito cedo travou contato com o mundo musical, eis em que sua família a música sempre esteve presente. Aliás desde seu avô, o qual inclusive foi músico e luthier; chegando à sua mãe que desde cedo teve educação musical.

O primeiro contato de Dallton com um instrumento musical foi aos 12 anos – um violão que era de seu pai – momento em que ficou fascinado com a possibilidade de reproduzir e traduzir em som aquilo que mais amava – “música!”.

Dallton Santos sempre teve uma paixão pela música instrumental que veio até mesmo antes de tocar, e isto quando já se interessava em ouvir trilhas para desenhos, filmes e música erudita; época que passava horas ouvindo e também pesquisando os mais diversos gêneros musicais, bem como os mais diferentes instrumentos e suas respectivas sonoridades e aplicabilidades, dentro das mais diversas canções.

A partir dos 15 anos se apaixonou pela guitarra ao conhecer o som de Van Halen, Jimi Hendrix, Yes, Jeff Beck, Pat Metheny, Led Zeppelin, dentre outros.

Aos 18 iniciou sua viagem na seara instrumental compondo suas primeiras músicas, sendo uma delas revelada pela Revista Guitar Player Brasil, como destaque em uma sessão de demos.

Dallton Santos sempre foi muito estudioso e dedicado, sempre com vistas a ampliar seus horizontes dentro aprendizado e do conhecimento. Neste sentido, saliente-se que teve a oportunidade de estudar com os maiores nomes do ensino de guitarra do Brasil. Suas rotinas de estudos chegavam de 8 a 12 horas por dia, e todos os dias!

Em 2006 gravou seu primeiro álbum “Art in Motion”. Um álbum de rock progressivo e com vários elementos experimentais.

Em 2007 houve o primeiro reconhecimento expressivo, quando foi escolhido e classificado dentre os “12 dos melhores guitarristas do Brasil”, no concurso Gibson Contest.

Em 2009 – Tendo participado do projeto “O solo é seu” o qual foi patrocinado pela Guitar Player, obteve o premio de “o melhor improviso.”

As raízes do rock sempre estiveram bem evidenciadas em seu trabalho, mas Dallton Santos, músico estudioso e comprometido com seu trabalho, sempre almejava mais de seu instrumento e mais de si mesmo…

…Vislumbrava possibilidades de ampliar conhecimentos estudando outros estilos tais como jazz, música brasileira e funk. Neste período ouvia muito Frank Zappa, John Coltrane, Hermeto Paschoal, Herbie Hancock, Egberto Gismonti, Michael Brecker e Arnold Schoenberg. Queria se tornar um músico mais completo e sabia que estas seriam grandes e importantes referências.

Toda esta busca por conhecimento, pela escuta de outros estilos trouxe como consequência impactos muito positivos em sua musicalidade como um todo. O jazz e a música brasileira o ajudou a atingir uma maior sensibilidade harmônica, de outro lado, o funk lhe proporcionou a sensibilidade rítmica. Suas músicas começaram a soar rock com a fusão de outros estilos.

Em 2011 lançou “Virtual Fusion” – um álbum que atraiu a atenção de músicos e entusiastas no Brasil e exterior, além trazer como resultados inúmeras matérias nas principais revistas e sites especializados.

Dallton Santos também está presente nas maiores coletâneas de guitarristas lançadas no Brasil; Guitarras & Guitarristas (2010), Friends of rock guitar vol 1 (2012) e Herois da Guitarra vol 3 (2013).

Em 2014 venceu um “Concurso Internacional de Musica Instrumental” tendo sido classificado em primeiro lugar na categoria “Solo Performance”, do site Indi.com.

Em 2015 o site “JamTrack Central” selecionou dentre 2.200 guitarristas do mundo – apenas 12 como os melhores, e dentre ele lá estava o brasileiro Dallton Santos! Aliás, registre-se, que foi indicado em 3 categorias Fusion, Melhor Potencial e Originalidade.

O seu canal de vídeos no Youtube é um sucesso. Com um conteúdo praticamente autoral já atingiu a expressiva marca de 1.800.000 visualizações.

Dallton Santos, a par de todas as suas atividades, também se dedica com muita paixão e comprometimento à carreira de professor, atuando em São José dos Campos e Caçapava. Aliás, vale dizer, que além de lecionar também ministra workshops e master class em todo Brasil.

Enquanto músico profissional, além de sua carreira solo possui um trabalho paralelo com o trio No-Metric, o qual é um grupo de Prog/Fusion.

Em 2015 lança o seu terceiro álbum; “The Inner Things” mostrando toda sua musicalidade com extrema maturidade e criatividade, unindo de maneira precisa elementos do rock à música brasileira, deixando o resultado deste trabalho com uma sonoridade ímpar, única! Vale a pena conferir!

Dallton Santos é um músico criativo, versátil, que se movimenta dentro do mundo musical sempre em busca de novas sonoridades, em constante trabalho de evolução com a sua guitarra, e sempre tendo em mente o seu ouvinte… quem o escuta, como vai escutá-lo, o que transmitir de si ao público… como e o que vai libertar de sua guitarra a todos aqueles que a escutam, mas que acima de tudo a sentem…

Sua preocupação em atingir um nível de excelência sempre maior é uma constante. A busca pela superação é intermitente. O superar-se para poder ofertar a quem lhe escuta o melhor de sua música é o seu maior e mais perseguido desejo. Desejo este que acaba sempre se concretizando dbevido à sua seriedade, comprometimento e amor àquilo que considera o mais sagrado em sua profissão – a música!

De outra parte, Dallton Santos sempre guarda dentro de si a humildade de continuar a ser um aplicado estudioso e pesquisador das infinitas possibilidades de combinações de ritmos, gêneros, sonoridades, tons, semitons, bends, etc…

Finalizando, tudo isso faz dele um músico que prima pelo senso investigativo do que efetivamente um som de qualidade pode vir satisfazer, tanto seu intelecto quanto seus ouvidos, trazendo alegria e satisfação para ele que toca assim como, igualmente, para quem o escuta!

CONTATO PROFISSIONAL

Site > http://dallton.com/site/

Site > http://toquemaisguitarra.com.br/

Instagram > https://www.instagram.com/dalltonsantosguitar/

Facebook > http://www.facebook.com/DalltonSantos

Twitter > http://www.twitter.com/DalltonSantos

Youtube > http://www.youtube.com/dsgtrword

Blog > http://dalltonsantos.blogspot.com.br

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 25/07/2019 às 22h00
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
25/07/2019 09h24
JEAN DANDRAH DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Jean Dandrah é um jornalista, ator, diretor e dramaturgo brasileiro.

Jean é formado em Comunicação Social, sendo Bacharel em Jornalismo pela Universidade de Taubaté – UNITAU e em Artes pela Escola de Arte Dramática  - EAD/ECA/USP.

Estudou no Conservatório Musical durante 08 (oito) anos, o que rendeu ao artista sua entrada no segmento de Musicais como ator e cantor, participando das principais montagens da Broadway no Brasil: Les Miserables, O Mágico de Oz, A Bela e a Fera, Pinocchio e Peter Pan.

Trabalhou ao lado do diretor Zé Renato, no Teatro do Arcos em São Paulo, durante dois anos consecutivos, participando ativamente como assistente de direção e ator das montagens “O Aroma do Tempo e 13 de Maio”, montagens dirigidas pelo próprio Zé Renato, dentro do Projeto Revitalização do Teatro Musical Brasileiro, incentivada pela Lei do Fomento – 13.279/02.

Atualmente trabalha no Núcleo Palco Meu de Artes, sua própria Cia. Teatral.

Foi contratado da Rede Record de Televisão no ano de 2015, participando de programas da emissora, em destaque na novela “Escrava Mãe”, vivendo o Frei Abílio.

Atualmente encerra sua temporada teatral ao lado de Esther Góis com a “Estrada de Wolokolansky” de Heiner Müller.

CONTATO PROFISSIONAL

Facebook > https://www.facebook.com/jean.dandrah

Instagram > https://www.instagram.com/jeandandrah/?hl=pt-br

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 25/07/2019 às 09h24
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
24/07/2019 19h09
UBIRACY PARANÁ DEIXA AQUELE ABRAÇO E BEIJO PRA VOCÊS...

Ubiracy Paraná é um ator e cantor brasileiro.

Na TV, atuou como Lamparino no Especial A Borboleta sem Asas (Cultura/Ra-Tim-Bum) e participações nas novelas: Aquele Beijo de Miguel falabella (Globo), Seus Olhos (SBT) e Metamorphoses (Record), no Cinema teve participações nos longas “Os Desafinados” de Walter Lima Jr.

Em 1991 Gravou pela Polygram (Universal) como vocalista do Grupo Mirage.

Em Teatro trabalhou em grandes Espetáculos como: Les Misérables (Dir. Ken Caswell), A Bela e a Fera (Dir. Robert Jess Roth), Comunitá (Dir. Jarbas H. De Mello), Sessão da Tarde ou Você não soube me amar (Cia Teatro Rock), Emoções que o tempo não apaga (Dir. Bibi Ferreira / Henry Maksoud), Miss Saigon (Dir. Fred Hanson), O Rei e Eu (Dir. Jorge Takla), Zorro - O Musical (Dir. Roberto Lage), New York, New York – O Musical (Dir. José Possi Neto) e O Grande Reciclador (Dir. Sergio Tadeu). Como Barnabé Tucker no espetáculo Alô, Dolly (Dir. Miguel Falabella) foi premiado como melhor ator coadjuvante no Prêmio Aplauso Brasil 2013 e indicado ao Prêmio Bibi Ferreira.

Foi o Detetive Matos no sucesso "O que o mordomo viu" (Dir. Miguel Falabella) com Miguel Falabella, Marisa Orth e Arlete Salles que ficou em cartaz várias capitais do Brasil até 08/03/2015.

Espetáculo "Memórias de um Gigolô" (Dir. Miguel Falabella) como Dr. Alceu (Maio/2015 a Outubro/2015 - Teatro Procópio Ferreira - SP).

Musical O Homem de La Mancha (Dir. Miguel Falabella) como Pedro (03 a 07 de 2017 - Teatro Alfa).

Foi o empresário Miranda no Musical “2 Filhos de Francisco” (Teatro Cetip/SP de Outubro/2017 a Fevereiro/2018) papel pelo qual foi indicado e ganhou o Prêmio Aplauso Brasil como melhor ator coadjuvante de 2017 no voto Popular.

Foi Brian e outros personagens no Espetáculo “Os Produtores” de Miguel Falabella - ficou em cartaz de Abril/2018 a Julho/2018 Teatro Procópio Ferreira-SP e Teatro Vivo Rio-RJ.

Em cartaz, desde 15/03/2019 no Teatro Riachuelo Rio com o Espetáculo Merlin e Arthur - Um Sonho de Liberdade com Dir. Guilherme Leme e Produção da Aventura.

CONTATO PROFISSIONAL

Instagram > https://www.instagram.com/ubiracybrasil/

Facebook > https://www.facebook.com/ubiracybrasilpro/

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 24/07/2019 às 19h09
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 8 de 129 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr