Meu Diário
24/07/2019 11h30
ROBERTA MIRANDA DEIXA AQUELE BEIJO PRA VOCÊS...

Em 23/07/2019 a RAINHA ROBERTA MIRANDA fez um show épico no Festival de Inverno de Garanhuns de 2019, apesar do frio intenso e forte chuva, o público continuou presente e se maravilhou com a RAINHA, que desceu do palco e foi pro meio do público na chuva.

ROBERTA - HISTÓRICO

Roberta Miranda é uma Cantora e Compositora Brasileira, nascida em 28 de setembro de 1956, natural do Município de João Pessoa, Estado da Paraíba.

Consagrada pelo povo brasileiro com o título de Rainha Sertaneja, Roberta Miranda é a primeira cantora da MPB a vender mais de um milhão e meio de discos no lançamento do "primeiro disco" é um recorde até hoje inigualável no Brasil.

Roberta vendeu 22 milhões de cópias de discos, e já dividiu o palco com nomes que vão de Reginaldo Rossi, Alcione, Henrique e Juliano ao Rei Roberto Carlos.

Entre seus maiores sucessos estão A Majestade O Sabiá, Pimenta Malagueta, Vá Com Deus e Sol da Minha Vida. Esta última, do disco homônimo lançado no início da década de 1990, foi um sucesso radiofônico e de vendagem, cerca de 1.700.000 cópias.

Em 9 de fevereiro de 2014, participou com a cantora Paula Fernandes, do programa Sai do Chão! da Rede Globo. Na ocasião, cantaram A Majestade O Sabiá regravada por Paula em seu DVD Multishow ao Vivo: Um Ser Amor com a participação de Roberta.

Em 2015, ganhou o 26º Prêmio da Música Brasileira na categoria Melhor Cantora de Canção Popular.

Em 08 de março de 2017 comemorou 30 anos de carreira e escolheu uma data simbólica para a gravação de seu DVD: o Dia Internacional da Mulher, reuniu algumas cantoras em show realizado no Espaço das Américas, em São Paulo, a anfitriã da noite dividiu o palco com as duplas Simone e Simaria, Maiara e Maraísa e Day e Lara, além das cantoras Solange Almeida, Marília Mendonça e Naiara Azevedo.

TÔ NA MÃO DE DEUS

CONTATO PROFISSIONAL

Site > http://robertamiranda.com.br

Facebook > https://www.facebook.com/RobertaMirandaOficial/

Instagram > https://www.instagram.com/robertamiranda/

Twitter > https://twitter.com/robertamiranda1

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 24/07/2019 às 11h30
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
24/07/2019 10h44
MACIEL MELO DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Em 23/07/2019 Maciel Melo fez um show épico no Festival de Inverno de Garanhuns de 2019, apesar do frio intenso e forte chuva, o público continuou presente e se maravilhou com o Grande Mestre, cantando em unissono. 

UM CABOCLO SONHADOR

Um caboclo sonhador. É assim que se define Maciel de Melo Santos, nascido em 26 de maio de 1962, quarto dos onze filhos do casal Heleno Rodrigues dos Santos e Maria de Lourdes. Natural de Iguaraci, município do Sertão pernambucano, localizado a 363 km da cidade do Recife.

A arte sempre esteve presente em sua vida, desde pequeno escutou os acordes da sanfona do seu pai nas festas da região. Como toda criança, fez as traquinagens dignas de um menino que nasceu em meio as velhas brincadeiras que hoje já não mais existem: Garrafão, bola de gude, pião, carreirão, barra-bandeira, bola de meia, além dos carrinhos de lata que construía com a mesma delicadeza e cuidado com que hoje compõe suas canções.

Foi músico da Bandinha Marcial de Iguaraci, sua cidade natal. Fez duas peças de teatro (O Gato Bossa Nova e A Bruxinha que era boa, ambas de Maria Clara Machado), na época do curso ginasial na década de 70 em Sobradinho – BA. Em 1978, já residindo em Petrolina, entrou para o Grupo Teatral Guterima, onde fez A Crucificação de Cristo e alguns espetáculos musicais. A partir daí, começou sua carreira como compositor e cantor.

Para ele, a música tem o objetivo de educar, tocar o mais íntimo sentimento, sem mistérios, mas com a magia de um trabalho artesanal.

REFERÊNCIA DA MÚSICA NORDESTINA

Com seu violão, um chapéu que lhe é característico, os versos de Maciel Melo, trazem a memória de um baú de lembranças que lhe dão sustança para compor e alimentar sua criatividade. Histórias carregadas de sotaques nordestinos das quais não abre mão de contá-las e recontá-las em prosa e verso. Com sua facilidade em tecer poesias impregnadas de lirismo, sua presença nos palcos é um espetáculo completo de brasilidade, de nordestinidade e de culto à beleza da música e da poesia.

Maciel Melo é hoje uma referência da música nordestina. Autor de sucessos gravados por grandes vozes do país (Elba Ramalho, Fagner, Dominguinhos, Xangai, Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, Quinteto Violado, Flávio José… entre tantos outros), contagia com seu ritmo, encanta por sua poesia e valoriza nossa mistura cultural.

Bonitas de ouvir, gostosas de dançar, suas canções trazem em si componentes os quais se tornam únicas. Compositor de vários sucessos como o clássico Caboclo Sonhador, Que nem Vem Vem, Tampa de Pedra, Terra Prometida, Caia por cima de mim, Isso vale um abraço, Jeito Maroto, Dê cá um Cheiro, Pra ninar meu coração, O velho arvoredo Retinas, Rainha, Dama de Ouro, Duas Caravelas, João e Duvê… dentre tantas outras referências da Música Popular Brasileira. O primeiro impulso foi quando o Quinteto Violado gravou “Erva Doce”, em 1985. Maciel viajava para cada estado do país onde houvesse um festival, uma chance de mostrar a sua arte.

Ganhou diversos prêmios. Dentre eles, um 1° lugar, no Canta Nordeste, da Rede Globo, em 1995, com “Meninos do Sertão”, parceria com Petrúcio Amorim, também gravada, em 2000, por Zé Ramalho, entrando como trilha sonora da novela “Marcas da Paixão”, da TV Record e em 2008 quando ganhou em 3° lugar o Festival de Música e Arte de Garanhuns-PE.

CINEMA / TV

Em 2003, conquistou as telonas, com a participação de Zéu Britto, em “Dama de Ouro”, incluída na trilha da comédia romântica “Lisbela e o Prisioneiro”, dirigida por Guel Arraes e estrelada por Selton Mello e Débora Falabella, em 2013 com a música Rainha na trilha sonora da Novela Global Flor do Caribe e em 2016 fazendo juntamente com seu amigo Xangai uma dupla de repentistas no elenco da Novela Global Velho Chico.

Em 2012 fez no Lincoln Center em Nova York uma homenagem ao Rei do Baião Luiz Gonzaga. Com 1 Lp, 17 Cds, 2 Dvds e um Livro publicado, esse Caboclo da cidade de Iguaraci/PE faz uma música simplesmente atemporal, como toda grande arte que se preze.

CONTATO PROFISSIONAL

Site > http://macielmelo.com.br

Facebok > https://www.facebook.com/poetamacielmelo/

Instagram > https://www.instagram.com/macielmelooficial/

E-mail Shows > contato@macielmelo.com.br

Telefone Shows > +55 (81) 99973-6869

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 24/07/2019 às 10h44
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
22/07/2019 19h23
NIZO NETO DEIXA AQUELE BEIJO PRA VOCÊS...

Nizo Neto, nome artístico de Francisco Anysio de Oliveira Paula Neto, nascido no Rio de Janeiro, Brasil em 27 de abril de 1964). É filho do humorista Chico Anysio e da atriz e Vedete Rose Rondelli, ambos já falecidos. É irmão dos humoristas Bruno Mazzeo e Lug de Paula.

Além de ator, Nizo é ilusionista, comediante, dublador, radialista e escritor. Também assinou por três anos uma coluna na revista portuguesa O Mágico. Por dois anos foi diretor social do Circulo Brasileiro de Ilusionismo.

Com formação teatral do Teatro Tablado, Nizo começou na televisão em 1971, com o pai e, mais tarde, destacou-se como o Seu Ptolomeu da Escolinha do Professor Raimundo e fazendo algumas novelas. Por mais de 25 anos, trabalha como dublador de filmes, desenhos e seriados para cinema e TV.

Como comediante, além de seu show de humor Falando Sozinho, participou como convidado em vários shows de humor e stand-up comedy, escreve como colaborador para a tradicional revista humorística MAD e faz parte do elenco do humorístico Zorra na Rede Globo.

Em dezembro de 2017, deixou a Globo para seguir projetos pessoais. Em fevereiro de 2018, Nizo e a esposa foram confirmados como primeiro casal participante da terceira temporada do reality show Power Couple Brasil, na RecordTV.

Atualmente é casado com a sexpert e psicóloga Tatiana Presser - com quem tem duas filhas (Isabela e Sofia) - e, juntos, fazem o espetáculo didádico-humorístico "Vem Transar Com a Gente".

Fonte: Fotografia: Tata Barreto / TV Globo/Divulgação

CONTATO PROFISSIONAL

Facebook > https://www.facebook.com/nizonetoprofissa/

Instagram > https://www.instagram.com/netonizo/?hl=pt-br

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 22/07/2019 às 19h23
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
20/07/2019 14h09
ELBA RAMALHO DEIXA AQUELE BEIJO PRA VOCÊS...

Elba Ramalho é uma cantora e atriz paraibana, uma das principais intérpretes da música brasileira. Entre seus sucessos destacam-se: “Bate Coração”, “De Volta Pro Aconchego”, “Banho de Cheiro” e “Eu só Quero um Xodó”.

Elba Maria Nunes Ramalho (1951), conhecida como Elba Ramalho, nasceu em Conceição do Vale do Piancó, no interior da Paraíba, no dia 17 de agosto de 1951.

Em 1962 mudou-se com a família para a cidade de Campina Grande, onde seu pai comprou o cinema local. Desde criança já demonstrava interesse pelas artes.

Em 1968, quando cursava Sociologia na Universidade Federal da Paraíba, formou um conjunto chamado “As Brasas”, onde cantava e tocava bateria.

Em 1974 acompanhou, como crooner, o grupo Quinteto Violado para uma temporada no Rio de Janeiro para participar do espetáculo “A Feira”, e decidiu ficar na cidade. Nesse mesmo ano, participou da peça “Viva o Cordão Encarnado”, com o grupo de teatro Chegança, de Luís Mendonça.

Com sua voz estridente e um domínio de palco, em 1978 foi convidada para participar da primeira montagem da peça “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, ao lado de Marieta Severo. Em 1979, Elba lançou seu primeiro LP “Ave de Prata”, com direito a uma música de Chico Buarque “Não Sonho Mais”. Depois vio o disco: “Capim do Vale” (1980). Nesse mesmo ano, fez sua primeira turnê internacional, na África. No ano seguinte, participou do Festival de Jazz de Montreux, na Suíça e lançou “Elba Ramalho” (1981).

O disco mais representativo da cantora, que a tornou conhecida nacionalmente foi “Alegria” (1982). Com uma imagem brejeira e sua voz aguda (e em alguns momentos estridente), a cantora reuniu um repertório dos então novatos Zé Ramalho e Alceu Valença e da dupla, Antônio Barros e Cecéu com os hits “Bate Coração” e “Amor com Café”. Fez shows na Europa e em Israel. Em 1983 lançou o LP “Coração Brasileiro”, que despontou com o sucesso “Banho de Cheiro”.

Em 1996, Elba voltou às suas origens nordestinas com o disco “Leão do Norte”, com a música título de autoria de Lenine e produzido por Robertinho do Recife. O espetáculo homônimo recebeu o prêmio de melhor do ano. Nessa mesma época lançou “O Grande Encontro”, álbum gravado ao vivo, com Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Zé Ramalho.

Em 2004 fez uma turnê nacional com Dominguinhos, que foi o ponto de partida para o disco lançado em 2005, gravado em estúdio com músicas inéditas como “Rio de Sonho”, “Forrozinho Bom” e “Chama”, como os clássicos de autoria de Dominguinhos, como “Eu só Quero um Xodó” e “De Volta Pro Aconchego”.

Em 2014, Elba fez uma turnê nacional com o espetáculo “Cordas, Gonzaga e Afins”, que vai ser lançado em DVD, ao vivo, gravado em setembro de 2014, no Chevrolet Hall, em Olinda, PE, quando recebeu o músico Naná Vasconcelos (1944-2016) e o cantor e compositor Marcelo Jeneci.

Em setembro de 2016, vinte anos depois, o grande reencontro nordestino: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, sem Zé Ramalho, voltam a fazer shows juntos em turnê pelo Brasil.  Com a terceira configuração do encontro. Com as carreiras entrelaçadas desde os primeiros palcos, nos anos 1970, quando se fixaram no Rio, os artistas se reuniram em quarteto em 1996. Gravaram um CD ao vivo. Viraram um trio, com a saída de Alceu, no ano seguinte, e lançaram um CD de estúdio. Em 2000, ainda com os mesmos integrantes, veio O Grande Encontro 3. A trilogia superou um milhão de cópias vendidas.

Em abril de 2017, Elba foi escolhida pela Escola de Samba Tom Maior para ser homenageada no Carnaval de 2017 com o enredo: "Elba Ramalho canta em oração o folclore do Nordeste - Toque sanfoneiro forró, frevo e xaxado..."

Em fevereiro de 2018 na maior maratona de carnaval dos últimos anos (dezoito shows), Elba lançou em São Paulo o trio elétrico Frevo Mulher, no Parque do Ibirapuera. E em Recife, bateu seu recorde em tempo de desfile no Galo da Madrugada: 7 horas e meia.

Em abril de 2018 com a gravação de uma homenagem do Boticário a Elba em Campina Grande, por seus 40 anos de carreira na música, como parte da campanha Relicário da lindeza nordestina. Show no teatro da FACISA com participação de Geraldo Azevedo, Targino Gondim, Lucy Alves e Mariah Yohana (paraibana finalista do programa The Voice Kids).

Em maio de 2018 Elba foi a grande homenageada dos 10 anos do prêmio Troféu Gonzagão, em Campina Grande/PB.

Em novembro de 2018 fez o lançamento de O ouro do pó da estrada nas plataformas digitais. Sendo seu 36º disco, produzido pela dupla Tostão e Yuri Queiroga. Em janeiro de 2019 saiu em formato CD.

Em 23 junho de 2019 Elba Ramalho escolheu a noite véspera do dia de São João, para gravar o DVD que comemorou os 40 anos da carreira dela. O cenário escolhido para o show foi o palco principal do Parque do Povo, que na edição 2019 do São João de Campina Grande recebeu o nome da artista, a grande homenageada do evento. Participaram da gravação do "Elba 40 anos" artistas que fazem sucesso pelo Brasil inteiro como Rogério Flausino, Zélia Duncan, Toni Garrido, Liv Moraes, Wilson Sideral e Agnes Nunes. 

Em julho de 2019 Elba Ramalho fez uma intensa turnê de shows pelos Estados Unidos da América, passando por Boston, Nova York e Miami. Em Nova York no LINCOLN CENTER da “Noite do Forró”, foi a única artista brasileira presente, celebrando o forró.”.

De volta ao Brasil, em 19 de julho de 2019, se apresentou no Festival de Inverno de Garanhuns-PE, considerado o Maior Festival de Inverno do Brasil.

CALCANHAR

CONTATO PROFISSIONAL

Facebook > https://www.facebook.com/ElbaRamalhoOficial

Instagram > https://www.instagram.com/elbaramalho/

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 20/07/2019 às 14h09
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
20/07/2019 13h11
LUIZA FITTIPALDI DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Luiza Fittipaldi cantora e compositora brasileira, natural da Cidade do Recife, Estado de Pernambuco.

Agora com 21 anos, Luiza busca percorrer novas narrativas em sua carreira musical.

Seu álbum de estreia em 2016 foi "Se essa rua minha fosse". "Nesse tempo eu peguei o violão, o teclado, e comecei a experimentar novos formatos", explica a artista. "Estou indo para outra vertente, comecei a mudar minha forma de compor e direcionar minhas letras para outra direção. A coisa fluiu muito bem. Minha personalidade amadureceu bastante".

“Pude perceber que existem coisas na vida que são mais do que falar só sobre o amor. Eu costumava, desde o começo da minha carreira, falar sobre o amor romântico, o amor que a gente vê nas novelas, nas canções bonitas. E eu pensei ‘caramba, eu não quero falar só disso’”, reflete Luiza.

“A minha intenção hoje é falar sobre o amor, o desamor e as realidades que a gente tem vivido no nosso País. De uma forma mais subjetiva, claro, mas de modo que o público saia do meu show com aquela pulguinha atrás da orelha, refletindo sobre o que as letras querem dizer. Eu quero tocar o público”, finaliza.

O show

Das participações do show pode-se esperar muita Música Pernambucana, com as colaborações de Thiago Martins, da banda Marsa, a poeta Luna Vitrolira e Isadora Melo, cantora conhecida por Luiza desde o início de sua carreira. A proposta entre os colegas é cantar músicas de Juliano Holanda, que Luiza admira como compositor.

REVERBO

CONTATO PROFISSIONAL

Facebook > https://www.facebook.com/luizafitti/

Instagram > https://www.instagram.com/luizafittipaldi/?hl=pt-br

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 20/07/2019 às 13h11
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 9 de 129 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr