Meu Diário
29/12/2017 10h01
ADRIANA MARQUES DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Adriana Marques é uma Atriz Brasileira, Professora de Teatro e Coordenadora Pedagógica dos Cursos e Oficinas oferecidos pelo Grupo Teatro D'aldeia.

Iniciou seu trabalho como atriz em 1987, já atuou em mais de 30 espetáculos apresentados no Brasil e em países do Exterior. Possui vasta formação teatral por meio de cursos e aprofundamentos com grandes mestres como: Silvia Leblon, Ésio Magalhães e Tiche Vianna (Barracão Teatro), Eduardo Moreira (Grupo Galpão), Claudio Mendel, Atul Trivedi, Felicita Marcelli – The Workcenter of Jerzy Grotowski and Thomas Richards (Pontedera – Itália), Jorge Romero Mora (Colômbia), Grupo Contraelviento de Teatro (Equador), Maurice Durozier e Eve Doe Bruce do Tréâtre du Soleil (França).

Em 2013 foi selecionada entre 357 inscritos – com apenas 20 vagas - para participar do Curso Master Class com os atores do Grupo Odin Teatret e Eugenio Barba (Dinamarca).

Em 1989 recebeu o Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante no Festival Jovem de Teatro de Campinas e em 2001 recebeu o Prêmio APTC de Melhor Atriz - XVI Campanha de Popularização do Teatro de Campinas.

Por 13 anos participou como atriz da Cia Teatro da Cidade, e atuou nos espetáculos: Maria Peregrina de Luis Alberto de Abreu, direção de Claudio Mendel, Toda Nudez Será Castigada de Nelson Rodrigues, direção de Claudio Mendel, Um Dia Ouvi a Lua de Luis Alberto de Abreu, direção de Eduardo Moreira (Grupo Galpão – BH) e Almas Abaixo de Zero de Samir Yasbek, direção de Atul Trivedi e Claudio Mendel. Foi coordenadora do treinamento corporal e vocal do grupo e responsável pedagógica dos cursos e oficinas oferecidos pelo CAC Walmor Chagas.

Possui pesquisa voltada ao treinamento do ator e à arte do “palhaço”, este último resultou em apresentação de trabalho no World Congress on Communication and Arts, em Portugal, na cidade de Guimarães (2010).

Atualmente mantém os seguintes espetáculos no repertório: Panqueca Solamente, Direção de Márcio Douglas (solo de palhaça  - 2015), Cicatrizes, Direção de Atul Trivedi (2016) e a mais nova produção do Teatro D'Aldeia Perdóname, Direção de Ana Luisa Cardoso (2016).

CONTATO PROFISSIONAL

Site > http://www.teatrodaldeia.com.br/home 

 

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 29/12/2017 às 10h01
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
26/12/2017 17h37
MARCOS PENITENTI DA SOL NA CABEÇA DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

A princípio, em Colatina, Espírito Santo, Brasil, nas aulas do pré-vestibular, era tudo como de acordo com os trâmites da instituição. No sol a pino todos iam para suas casas e no marasmo das intrigas desenvolviam suas respectivas tarefas. Até que, exacerbados do improdutivo, sobre um empurrão cósmico que colocou frente a frente as mentes perturbadas e provocativas daquele meio, Daniel Gonçalves e Marcos Penitenti são postos a se desmaterializarem numa construção de pensamentos de versos e estrofes no desenvolvimento analítico de suas posições na sociedade, buscando entender a real tarefa do jovem nessa dinâmica da vivência.

Essa parceria, a princípio, veio das trocas de músicas que ambos compartilhavam do tempero tropicália em suas respectivas artes: Marcos é um descobridor de sons, vaga pelas ondas musicais como quem dança sobre o gelo; Daniel é um viajante da literatura, aclama às artes cênicas a poesia da vida. Nesse mix de sentidos nasceram composições que descem à ladeira da imposição mercantil.

Ao passo do desenvolvimento das letras musicadas e prontas para gravar, uma nova união foi formada nesse momento, Estevão Racanelli – produtor musical, instrumentista, arranjador – somou forças para que o disco, então denominado “Beira Rio, Beira Mundo, Beira Mar” desse primeiro passo para concluir toda gravação num período de 1 ano.

O som, agora nos estúdios de gravação, ganha uma cara experimental enaltecendo ainda mais a voz brasileira de Marcos Penitenti. O ritmo das terras no aconchego do Brasil é lembrado pelas nuances sonoras desse disco. O cheiro da terra; o gosto da fruta amarga; os pássaros cantando para o despertar do sol; o toque aveludado de um tecido; toda poesia arcádica. Foram essas as pretensões desses jovens no descobrimento da face musical deste trabalho.

Inflamados em um experimentalismo sonoro da natureza, saindo em busca da lisergia dos anos 70, confluindo às influências da raiz tribal das terras brasileiras e desembocando em Colatina-ES. Tais vínculos inspiram o grupo a projetarem ao público seu álbum de estréia "Beira Rio, Beira Mundo, Beira Mar".

Eis que surge um novo século e “Beira Rio, Beira Mundo, Beira Mar” está com a cara à mostra. O grupo agora passa a se chamar “Sol na Cabeça” e apto para a estréia de seu trabalho. Daqui pra frente, não se sabe o certo, mas há de brilhar muito sois por muitas cabeças por onde esse trabalho passar.

A proposta performática do show leva ao publico a experiência teatral, com o intuito de ilustrar a ideologia transposta nas canções.

CONTATO PROFISSIONAL

Telefone > +55 27 99739-3038

E-mail > solnatelha@gmail.com

Facebook > https://www.facebook.com/solnacabeca/

Instagram > https://www.instagram.com/solnacabeca/

PLATAFORMAS/LOJAS

YouTube > https://goo.gl/ThjCuJ

Spotify > https://goo.gl/bD6rx9

Deezer > https://goo.gl/7kwPJa

AppleMusic > https://goo.gl/D7gKZB

SoundCloud > https://goo.gl/dUcUNc  

 

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 26/12/2017 às 17h37
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
19/12/2017 06h21
TIAGO MARTINS DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Tiago Martins é um Guitarrista, Violonista, Professor e Produtor Musical Brasileiro. Músico profissional desde os 17 anos especializou-se no IG&T em Campinas/SP e Pro music de Belo horizonte. É diretor da Nota Certa escola de música em Araxá e professor de guitarra desde 2008.

Está à frente de importantes projetos na região e realiza shows pelo país, já se apresentou em 2 edições do Pixinga Bass Festival 2014 e 2015, três edições do festival internacional de cultura e gastronomia, Festival Jazz in Blues, Nota Certa Guitar Festival, Festival Instrumental de Araxá e vários outros festivais. Dentre os artistas que já acompanhou e dividiu palco estão: Ney Conceição, Toninho Horta, Nota Certa Jazz, Robertinho Silva, Eduardo Machado, Edu Ardanuy, Aquiles Faneco, André Nieri, Ludy Rocha, Germano Soraggi, Emilio e Eduardo, Thaeme e Thiago.

Atualmente faz shows com seu quarteto de música instrumental em festivais e bares tocando jazz, bossa nova, pop e fusion e realiza turnês com baixista Ney Conceição. Como guitarrista participou de gravações produções e arranjos de vários Cds e de alguns Dvds. Lançou em 2014 duas músicas autorais “Recomeço” e “The Source of Rock”. Em 2016 lançou seu 1º cd solo contendo dez faixas, nove músicas de autoria própria e uma música inédita de autoria do guitarrista Aquiles Faneco que contou com a sua participação no CD.

CONTATO PROFISSIONAL

Facebook > https://www.facebook.com/tiagomartinsguitar/

Youtube > https://www.youtube.com/tiagomartinsnc

Soundcloud > https://soundcloud.com/tiagomartinsnc

E-mail > tiagomartins.nc@hotmail.com 

 

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 19/12/2017 às 06h21
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
18/12/2017 12h41
MOARA SACCHI DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Monica Moara da Silva Sacchi, nascida em 16 de fevereiro de 1998, na cidade de Belmonte, Estado da Bahia, Brasil.

É uma artista demasiadamente inquieta e versátil, é Trilíngue fluente em Português, Italiano e Espanhol, Multi-instrumentista: Flauta Doce, Viola Clássica, Violino, Percussão; Agogô, Atabaque, Pandeiro e Berimbau. Bailarina: Dança Contemporânea, Dança de Salão; Lambada e Forró e é Capoeirista.

Filha de Maurizio Sacchi (Italiano) e Miriam Silva (Brasileira), Moara como prefere ser chamada, já nasceu no mundo da arte e da cultura.

Descobriu sua paixão pela dança em 2002, aos 4 anos de idade e a partir daí começou a frequentar o Centro de Convivência e Cultura de Santo André/BA, o qual sua mãe foi uma das sócio fundadoras e idealizadora.

Iniciou o curso de expressão corporal e logo em seguida dança contemporânea com (Jimena Alvarez) 2002, depois passou a cursar também ballet clássico com (Roberta Carneiro) em 2003. Sua formação de dança no CCC teve duração de 7 anos (2002/2009), durante esse período participou dos espetáculos Abapurou um homem novo, Bahia de todos os Santos e do Alimente. Os alunos além de dançar tinham participação ativa na criação de todas as coreografias, Moara também foi monitora de dança durante um período de 4 meses, antes de deixar essa instituição.

Em 2009, iniciou o curso de dança Afro-brasileira com (Vivian Lee) quando passou a ser integrante do grupo AFEFE, durante um período de 7 anos (2009/2016), além de dançar, teve como função criar as coreografias juntamente com outras integrantes, confeccionar figurinos e vender os shows para eventos e a rede hoteleira da costa do descobrimento.

Também no ano de 2009, Moara iniciou sua história no universo musical, através do IASA (Instituto Amigos de Santo André), começou com a flauta doce, após 1 ano passou a tocar violino e em 2011 viola clássica. Em 2012 mudou-se para a cidade vizinha onde foi integrante da orquestra sinfônica de Porto Seguro, com os instrumentos (flauta doce e Violino) por 1 ano e, nesse mesmo período começou a tocar piano no Centro de Cultura de Porto Seguro, Professora (Maria Luiza).

Em 2015 iniciou o curso de teatro, com Enrico Frassella, até 2017, durante esse período com seus colegas, fazia apresentações no Resort La Torre, Porto Seguro, Bahia.

Moara também é atleta e capoeirista, pratica capoeira desde 2006, no grupo de capoeira regional sul da Bahia. Por alguns anos Moara Sacchi, teve sua vida dividida entre Santo André, distrito de Santa Cruz Cabrália e Arraial D’ajuda, distrito de Porto Seguro, Sul da Bahia. O que lhe permitiu participar de projetos sociais das duas cidades, enquanto Dançava, tocava e lutava em Santo André, praticava natação (ganhou 2° lugar em um campeonato infantil regional) em Arraial D’Ajuda lutava Taekendo nesta mesma cidade.

Cidade esta que teve um marco importante em sua vida, quando foi transferida para uma escola particular, Moara descobriu o verdadeiro significado da palavra racismo. Ao ver o sofrimento de sua filha, Miriam Silva fundou a ONG Instituto Sociocultural Brasil Chama África (ISBCA) em 2007.

Passado o período de negação, do sentimento de inferioridade e, de outros diversos fatores causados pelo racismo, Moara Sacchi se “empoderou”, se reinventou e entrou para o movimento negro.

Venceu três concursos de beleza negra regionais e está iniciando sua carreira de modelo , estreou a nova sessão da revista Raça de São Paulo (Passarela da Raça), Edição de novembro de 2017, Desfilou para a boutique Paris 22, posou para 2 marcas de biquínis BikiniBahiaBrasil (Itália) e  MariaJoana (Brasil),  para 2 exposições de beleza negra 1- Centro de Cultura de Porto Seguro  e 2- Senac Porto Seguro e criou seu canal no Youtube  (Preto é Isso Aí) para discutir questões étnicos raciais e enaltecer a cultura afro-brasileira, buscando informar e empoderar outros que assim como ela foram vítimas desse ato medíocre e cruel, Racismo.

Através de suas redes sociais busca fazer a diferença expondo sua maneira de ser e pensar, muitos a consideram uma formadora de opinião.

Hoje Moara Sacchi é participante ativa do movimento negro de sua região, colaboradora do Instituto Sociocultural Brasil Chama África e é representante da juventude negra no Concelho municipal da juventude (COMJUVE).

Atua também na área do Meio Ambiente através do Coletivo Jovem Coral Vivo e faz trabalhos voluntários para crianças; da aula de dança afro no projeto musicar (Porto Seguro), participou do projeto Pet em Santo Antônio- Santa Cruz Cabrália Bahia, dando aula de capoeira para crianças e na parte da diversão se reúne com amigas para levar as crianças da Escola Municipal Santo André para se divertirem depois das aulas, buscando sempre ensinar através da ludicidade.

Aos 19 anos de idade, Moara Sacchi é bailarina, pequena empreendedora com seu negócio de Brigadeiros Gourmet, é modelo (New face), Youtuber, e trabalha como corretora de imóveis em um condomínio em Santo André.

Seu maior sonho é se tornar grande e fazer a diferença, para isso utiliza todos os meios que estão ao seu alcance, segue buscando conhecimento e nutrindo-se de informações para passar adiante.

Estudiosa, seu maior foco é a cultura afro-brasileira e os idiomas.

CONTATO PROFISSIONAL

Instagram > @moarasacchi_

Facebook > https://www.facebook.com/monica.moara

Youtube > https://www.youtube.com/channel/UCmx6b73E9O-i5zBwBoOffYw 

 

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 18/12/2017 às 12h41
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
18/12/2017 11h59
RENATO GRECO DEIXA AQUELE ABRAÇO PRA VOCÊS...

Renato Greco, nato a Lecce, Italia nel 1973 si trasferisce nei pressi di Venezia/Italia nel 1993 per studiare architettura. Deve la sua passione per la musica brasiliana all'inprinting giovanile con i dischi di Joao Gilberto, in una ricerca ampliata ed approfondita negli anni verso la cultura di questa meravigliosa terra. Dopo alcuni anni trascorsi maturando esperienza nei vari generi musicali si dedica completamente alla musica brasiliana e alle sue contaminazioni fondando progetto Nossa Alma Canta (1998) con la cantante Rosa Bittolo Bon. In 14 anni di attività della band vedono la luce 6 album distribuiti in tutto il mondo, ora sotto licenza Universal e decine di compilations. Attualmente oltre alle numerose collaborazioni nella scena Jazz/Bossa ed elettronica Lounge Europea, collabora sia come autore che come musicista con diversi artisti del panorama musicale Brasiliano.

CONTATTO PROFESSIONALE

Site > http://www.nossaalma.it

Facebook > https://www.facebook.com/nossaalmacanta/

Youtube > https://www.youtube.com/nossaalma 

 

 


Publicado por Dom Franklin Mano em 18/12/2017 às 11h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 2 de 62 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr