Textos

CALMARIAS E TEMPORAIS
Olhei pro céu não consegui enxergar
Me ajoelhei cansando sob o sol
Senti uma forte falta de ar
Sede, medo e paz a se misturar

E o dia mal clareou

Tentei em vão
A me cansar
A razão já vadiou
Hoje o silêncio diz bem mais do que a própria dor
Mas é difícil entender os sinais
Quando nada e tudo ao mesmo tempo mudou

São sentimentos vitais
Tentando calmarias em temporais

Estou mergulhando em mim
E correndo em direção a você
Tentando me resgatar
Enquanto tento alcançar você

Pensei que tínhamos amor demais
E que isso nunca iria acontecer
Com a nascente que há em mim
Com a fonte que existe dentro de você

Faz tempo que não te vejo acordar
Que não sinto mais o seu cheiro
O bendito sol tantas vezes já clareou
E minha pele sem seus beijos

Faz tanto tempo não consigo acordar
Não sei a diferença do meu pro teu cheiro
Só você a transformar
Saliva em vinho
Dor em prazer

São sentimentos tão vitais
Sustentando matérias fugazes
Por tempo demais

Entre calmarias e temporais
Quando mais nada pode acontecer
Só sonhos e delírios
Mentiras e verdades
Sobre eu e você
Dom Franklin Mano
Enviado por Dom Franklin Mano em 22/06/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Franklin Emmanuel da Silva Mano e o site www.franklinmano.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr